Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.

July 23 2019

bonnyhemmant023

Há No Jeca Uma Alteração Contínua

Reta Fim Para Prova Da ANP Instiga Candidatos O Dia



Atenção: a reportagem contém "spoilers" (revelações a respeito da trama). Sucesso Nos Concursos: Gerenciar O Tempo é Respeitável O Dia , que foi ao ar em 2015, constrói teu enredo misturando elementos de verdade com outros de ficção. Os "mocinhos" de Narcos - 2 agentes do Dea, o departamento de narcóticos dos Estados unidos - existem pela existência real e deram consultoria aos produtores da série. Nesta hora, o cineasta brasileiro José Padilha - que participou de Narcos - repetiu o mesmo método na sua nova série na Netflix, O Equipamento, uma ficção baseada em fatos reais da operação Lava Jato. Em Narcos, a mistura de ficção com realidade não gerou protestos do público brasileiro.


O Equipamento é descrita por seus criadores como uma "obra de ficção inspirada livremente em eventos reais". Entidades e empresas que existem no universo real tiveram seus nomes trocados na série. O PT (Partido dos Trabalhadores), passa a chamar-se "PO" (Partido Operário); a Petrobras vira "Petrobrasil"; e a empreiteira Galvão Engenharia passa a chamar-se "Bueno Engenharia".




O mesmo ocorre com os personagens. Em numerosos casos, os nomes foram pensados para ter semelhança com o de pessoas reais. Desse modo, a protagonista que representa a ex-presidente Dilma Rousseff foi batizada de "Janete Ruscov"; Michel Temer vira "Samuel Thames", e a delegada Erika Marena é representada por "Verena Cardoni". O mesmo é verdade pros doleiros Alberto Youssef ("Roberto Ibrahim"), Carlos Habib Chater ("Chebab"), e Nelma Kodama ("Wilma Kitano"). De imediato o ex-ministro da Justiça e advogado Márcio Thomaz Bastos (1935-2014) aparece pela série como "Mário Garcez Brito", ou "O Mago": o protagonista é uma espécie de super-lobista e advogado defensor de empreiteiras encrencadas com a Justiça.


Em uma entrevista por escrito ao blog Observatório do Cinema, publicada no último domingo, José Padilha argumentou que a polêmica em torno da frase a respeito de "estancar a sangria" é "boboca". A reportagem procurou José Padilha por meio de sua assessoria, no entanto não houve resposta até o fechamento. O que é verdade e o que é invenção na série de José Padilha? A reportagem da BBC Brasil explica como aconteceram pela existência real alguns dos capítulos retratados na criação da Netflix. 1. Lula falou sobre o assunto "estancar a sangria"? Na série dirigida por José Padilha, a frase é falada pelo protagonista José Higino (que representa o ex-presidente Lula) ao "Mago", inspirado em Márcio Thomaz Bastos.


O diálogo fictício ocorre em 2014, antes das eleições presidenciais. Listagem De Episódios De Shake It Up (primeira Temporada) . Pela existência real a frase foi citada pelo senador Romero Jucá (MDB-RR), ao ex-presidente da Transpetro e delator da Lava Jato, Sérgio Machado. A discussão foi gravada por Machado e entregue às autoridades como quota de seu acordo de delação.


O tempo bem como é outro: o diálogo real aconteceu em março de Website Cursos 24h , imediatamente com Dilma Rousseff (PT) reeleita, e com alguns dos principais empreiteiros do estado na cadeia. Sérgio Machado diz a Jucá que o senador necessita localizar alguma forma de evitar que teu caso "desça" para Curitiba, sob o juiz federal Sérgio Moro.


Newton Ishii, o "Japonês da Federal") para segurar um jatinho no aeroporto de Congonhas (SP) e se mandar pra Brasília. O comando da PF no Paraná chega a interromper a operação, no entanto de repente a sorte dos personagens muda: Ibrahim (Youssef) reaparece no radar dos policiais, prontamente na capital federal.


O agente liga no hotel, e Ibrahim atende. Ele retorna a ligação e encontra que a chamada veio da PF - e deduz que seria preso. Desconfiando da prisão iminente, o doleiro sobe até outro quarto do hotel e entrega uma mala de dinheiro a um camarada que viajava com ele.


(PRO)
No Soup for you

Don't be the product, buy the product!

close
YES, I want to SOUP ●UP for ...